Dia Mundial Sem Tabaco // 31 de Maio

O consumo do tabaco gera enormes gastos para as nações tanto pelos custos elevados de atenção à saúde como pela perda de produtividade no trabalho e vem sendo cada vez mais reconhecido como um fator agravante de pobreza, da fome, da desnutrição e, portanto, um entrave ao desenvolvimento sustentável de um país.

Como um consumo e a produção de tabaco ameaçam o desenvolvimento? //

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a epidemia de tabagismo continua sendo a maior ameaça à saúde pública que o mundo já enfrentou.

Os produtos de tabaco matam dois em cada três de seus consumidores e afetam também a saúde de pessoas que não fumam, mas inalam a fumaça de produtos de tabaco de terceiros (fumantes passivos).

A perda de produtividade e o tratamento de doenças relacionada ao tabaco são responsáveis por enormes prejuízos para as nações. No entanto, esses danos não se limitam à esfera do consumidor. A cadeia de produção de tabaco também é prejudicial para o meio ambiente (causa desmatamento), traz problemas sanitários e sociais para os agricultores que produzem tabaco.

Fonte: https://goo.gl/9I1vZ6